Tiradentes

Joaquim José da Silva Xavier

Nasceu em 16/08/1746 e faleceu em 21/04/1792. Fazenda do Pombal, já pertenceu a São João del Rei, a Tiradentes, hoje pertence a Ritápolis.
Pai > Domingos da Silva Santos.
Mãe > Maria da Encarnação Xavier
Padrinho > Sebastião Ferreira Leitão, tio, dentista, ensinou o oficio a Joaquim ainda jovem.
Madrinha > Nossa Senhora da Ajuda, tinha uma Ermita na fazenda.
Perdeu a mãe com nove anos e o pai com onze anos, ficando aos cuidados do seu tio e padrinho.
Possuía várias Alcunhas : ” Tiradentes “, ” o Corta vento “, ” o Liberdade “.
Aos 21 anos já exercia o serviço com tropa de muares, trabalhando por conta própria, transportando mercadorias entre o Rio de Janeiro e a atual Tiradentes e São João del Rei.
Em 1776, com 30 anos, estava no recém criado Regimento de Cavalaria Regular como Alferes e na década de 80, comandante de policiamento do Caminho Novo da Estrada Real.
Muita insatisfação nas Minas com relação a altíssima cobrança de impostos, dentre outros mandos e desmandos da Coroa Portuguesa através do seu Governador na época : Luis da Cunha de Menezes, vindo Tiradentes a participar da conspiração chamada de Inconfidência Mineira, como propagandista do movimento, influenciado pela independência dos Estados Unidos em 1776, escritores iluministas como Montesquieu, Voltaire, franceses e o suiço Rousseau, influenciaram estas pessoas a quererem se libertar da tirania portuguesa.
Foi preso às 22:30, escondido na casa de Domingos Fernandes da Cruz no Rio de Janeiro e levado para o calabouço da Fortaleza de São José, na Ilha das Cobras. Era Domingo, 10 de Maio de 1789.
Processado, condenado a forca que se realizou no dia 21 de Abril de 1792. As 04:00 foi feita sua barba e raspado o seu cabelo, às 09:00, saída do cortejo em direção a Forca. Às 11:20, o enforcamento, em seguida o esquartejamento.
Seus quartos colocados nos locais onde ele mais divulgava essas idéias separatistas e sua cabeça exposta na principal praça de Vila Rica, antigamente Praça de Santa Quitéria, hoje Praça Tiradentes.
Frase de Tiradentes : ” Cada um deveria ser livre para agir segundo apenas sua consciência e as normas democraticamente definidas por sua comunidade. “

Gostaríamos de ler seu comentário, é muito importante saber a sua opinião.