Matriz Nossa Senhora da Conceição de Catas Altas

O primeiro documento referente ao templo é um batizado realizado em 1712. “Lê-se no ‘Livro de Lotação das Freguesias deste Bispado’ (Arquivo Eclesiástico de Mariana), fls. 104, que “consta do 1º batismo que se celebrou na capela de N. Sra. da Conceição de Catas Altas, no ano de 1712, que sua fundação havia sido muito anterior ao tempo em que começou a ser provida de vigários encomendados” (Dicionário Histórico Geográfico de Minas Gerais, 1995).

Em 1729, começaram as obras, em substituição à capela da década de 10. O frontispício da igreja apresenta dois elementos raros na arquitetura mineira – as torres mouriscas e o galilé – espaço entre a parede do frontispício e as portas da nave.

A decoração interior apresenta altares das fases do colonial mineiro – nacional português, joanino e influências do rococó.

É uma profusão de anjos, douramentos, elementos fitomorfos, antropomorfos, pinturas e chinesices. Um detalhe curioso e raro é o fato de possuir retábulos em diversos estágios de construção, na madeira crua, brancos, ou seja, já preparados para receber o douramento, e prontos, com pinturas, marmorização e douramento.

É possível para o visitante acompanhar os estilos do século 18 e as fases de edificação de um retábulo.

height=”1200″ class=”alignnone size-full wp-image-348″ />

Fonte : www.descubraminas.com.br

Funcionamento : TER / DOM > 08:00 às 12:00 e 14:00 às 16:30

Gostaríamos de ler seu comentário, é muito importante saber a sua opinião.